Cuidado com esses 3 tipos de pessoa. Quem são seus verdadeiros aliados?

Uma das constatações do momento é a ideia de que somos a média das cinco pessoas com as quais mais convivemos. Acredito muito na importância das pessoas certas quando estamos buscando novas metas, e observo que existem três tipos de pessoas: as que te levam para cima, te incentivam, encorajam a crescer; as que te seguram na tua zona de conforto, que insistem em afirmar que é melhor não arriscar; e aquelas que te puxam para baixo, que dizem que isso não é para você, que não tem competência, que é muito difícil e não vale a pena nem tentar.

Bom, todos somos cercados por esses tipos de pessoas o tempo todo, inclusive, podem ser pessoas que são muito importantes na nossa vida, familiares, amigos, ou nós mesmos acabamos por interpretar esses papéis no nosso dia a dia.

A grande sacada então é: usar um filtro interno. Que filtro é esse? É bem simples, na verdade. Esse filtro consiste em ouvirmos o que as pessoas têm a nos dizer em relação às nossas metas, mas não tomá-los como verdades absolutas. É muito mais seguro usar o nosso filtro interno para entender o que essas pessoas querem nos dizer, se elas têm razão ou se estão apenas agindo da forma como entendem as coisas, e principalmente, tomando por base a visão que têm de si mesmo.

Claro que essas pessoas não fazem por mal, mas precisamos saber que cada um de nós carrega uma bagagem, uma experiência de vida diferente da nossa, cada um tem suas capacidades e suas limitações, e quando usamos os conselhos dos outros como verdades absolutas, corremos um grande perigo. Perigo de nos frustrarmos, de desistirmos, de não realizarmos nossos sonhos entre tantas outras coisas que deixamos de fazer por escutar a opinião dos outros.

Observe quem são as pessoas que você convive, qual dos três papéis elas costumam interpretar e use o filtro. A verdadeira voz que você deve ouvir, sempre é a sua própria voz. Ninguém tem mais capacidade para dizer do que você é capaz do que você mesmo. Só você se conhece a esse ponto.

Cerque-se de pessoas otimistas, pessoas que te inspirem a ser melhor, compartilhe sua meta apenas com esse tipo de pessoa, pois por meio desse incentivo você vai alcançar tudo o que deseja. Já temos grandes sabotadores internos, o medo de correr riscos, bloqueios, traumas, e temos que lidar com eles todos os dias. O fato te contar com uma ajuda externa de pessoas positivas faz muita diferença. 

E cabe também repensar: Quantas vezes acabamos por representar esse papel na vida de outras pessoas, sendo impulsionadores ou negativos? Uma pitada de consciência faz bem, vigie-se sempre!

Carolina Maino
Carolina Maino
Graduada em Relações Públicas com MBA em Gestão Empresarial pela FGV, Possui formação internacional em Coaching pela SLAC (Sociedade Latino Americana de Coaching), é Analista de Professional Assess Certification, desenvolvendo habilidades de avaliação e construção de Modelo de Competências, Analista DISC (Avaliação de Perfil Comportamental) e Practitioner em Programação Neurolinguística.

Os comentários estão encerrados.