Devemos Aconselhar?

devemos aconselhar?

Aconselhar é a coisa mais fácil do mundo. Todo mundo tem uma bagagem, uma vivência que pode te fazer sentir apto a dar conselhos e com a melhor das intenções com certeza. Mas você já parou para pensar na responsabilidade que isso significa?

Normalmente nós buscamos sempre uma aprovação, um direcionamento, alguém que nos diga o que fazer e como fazer, você sabe o que tem por trás disso? Fuga da responsabilidade de decidir sozinho.
Sei que parece estranho, mas pense bem… se eu quero abrir um negócio, meu amigo me aconselha a abrir e o negócio da errado, quem eu vou culpar primeiro?? Ahh se eu não tivesse escutado aquele amigo não estaria em apuros agora, como me deixei levar pela empolgação dele?

Não e assim que acontece? Uma das primeiras coisas que se aprende no método do Coaching é NÃO ACONSELHAR e sim ajudar a pessoa a encontrar as respostas dentro de si, e assumir a responsabilidade por suas escolhas. Dessa forma, o amadurecimento e evolução acontecem de forma real.

Nem tudo que funcionou para você, funciona para o outro. Somos indivíduos e por isso mesmo, nossas características, competências e modo de encarar a vida são muito particulares. Então, para que não haja culpados nem arrependimentos, é melhor deixar cada um com sua responsabilidade de escolher por conta própria.

Essa é a dica de hoje, quando alguém te procurar pedindo conselhos, devolva as dúvidas da pessoa em forma de novas perguntas, para que ela mesma possa refletir sobre sua busca. Por exemplo, se me perguntam: Carol, você acha que eu devo pedir demissão? Ao invés de eu dizer, acho que sim ou acho que não, simplesmente digo: Você acha que deve? Como vai se sentir se pedir demissão? Vai ficar melhor?
Essas perguntas simples vão fazer com que a pessoa reflita e tome a decisão mais acertada de acordo com a verdade dela, dessa forma você vai ajudar muito mais do que dizer qual o caminho ela deverá seguir.

Carolina Maino
Carolina Maino
Graduada em Relações Públicas com MBA em Gestão Empresarial pela FGV, Possui formação internacional em Coaching pela SLAC (Sociedade Latino Americana de Coaching), é Analista de Professional Assess Certification, desenvolvendo habilidades de avaliação e construção de Modelo de Competências, Analista DISC (Avaliação de Perfil Comportamental) e Practitioner em Programação Neurolinguística.

Os comentários estão encerrados.